terça-feira, 7 de junho de 2011

RAIMUNDO SOLDADO




Raimundo Soldado (Santa Inês, 1946 — Timon, 17 de setembro de 2001) foi um cantor e compositor brasileiro de música popular. Seu primeiro disco (Raimundo Soldado e o Conjunto Grupo de Ouro - Abraçando Você) alcançou relativo sucesso nos anos 80 com a faixa-título e também "Você gosta de mim" e "Não tem jeito que dê jeito".

Raimundo Teles Carvalho nasceu na cidade de Santa Inês, no Maranhão, em 1946. Tornou-se conhecido como Raimundo Soldado devido ter servido ao exército, a exemplo de seu pai e de seus irmãos.

Inicialmente as suas músicas tinham temática romântica, com um estilo musical que assemelhava-se a uma junção do pop a estilos típicos dos estados do Maranhão e Pará, como o Carimbó. Os discos seguintes também sofreram influência do forró nordestino.

Lançou seis discos de vinil e os CD's Minha Santa Inês e Só as Antigas pela gravadora Copacabana. O CD Só as Antigas incluía versões com arranjos mais modernos para muitos de seus primeiros temas. A sua música Não Tem Jeito que Dê Jeito foi incluída na trilha sonora do filme At Play in the Fields of the Lord (Brincando nos Campos do Senhor), de Héctor Babenco (1991). Raimundo Soldado morreu aos 55 anos em 17 de setembro de 2001, vítima de meningite, em Timon, no Maranhão.

[editar] Discografia1980 - Raimundo Soldado (EMI)
1981 - Raimundo Soldado (EMI)
1983 - Raimundo Soldado (EMI)
1987 - Raimundo Soldado (EMI)
2000 - Raimundo Soldado. Raízes do Nordeste (EMI)
Fonte: Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira


Mulher Orgulhosa

Raimundo Soldado



Tom: G


Intro: G D7 G C D7 G 

G
Meu bem, você é tão orgulhosa
                  D7
Tem orgulho até comigo

Não sabe eu sou teu amor
                  G
E sou teu melhor amigo

Eu faço tudo na vida
                   C
Só pra você me querer
                G
Em matéria de amor, meu bem
D7               G
Eu sou igual a você

              D7                 G
Eu sou como você, eu sou como você
              C
Eu sou como você, meu bem (2x)
D7            G  
Sou igual a você
  • C
  • D7
  • G
01 - MINHA GAROTA

minha garota e eu te amo tanto,
te adoro e quero bem,
outro amor igual ao meu,
outra pessoa não tem.


Eu te amo,
Eu te adoro,
meu amor.


Quando você foi embora,
o meu coração parou,
e você me dixe(disse) adeus,
todo mundo se abalou.

Eu te amo,
Eu te adoro,
meu amor.




02 - ABRAÇANDO VOCÊ

Quando eu chego
Você vem em encontrar
Me aperta
E me chama pra dançar

Vou abraçando você
Vejo o teu jeito de olhar
Dou mais um passo à frente
Pra nós dois se agarrar

oh oh oh (4x) 
 03 - ME CHAMANDO PRA DANÇAR

Quando eu chego
Você vem me encontrar
Me aperta
E me chama pra dançar


Vou abraçando você
Vendo teu jeito de olhar
Dou mais um passo a frente
Pra nós dois se agarrar

Ôôôo.. Ôôôo..

04 - QUANDO EU CHEGO

Quando eu chego
Você vem me encontrar
Me aperta
E me chama pra dançar


Vou abraçando você
Vendo teu jeito de olhar
Dou mais um passo a frente
Pra nós dois se agarrar

Ôôôo.. Ôôôo..

05 - NÃO TEM JEITO QUE DÊ JEITO

 Quando você foi embora
Meu coração quase parou
Eu contava com a despesa
Foi somente tristeza que você me deixou


Não tem jeito que dê jeito
Pra você viver comigo
De hoje em diante
Nós vamos ser simples amigos


 06 - VOCÊ GOSTA DE MIM

 Tudo
Entre nós
Não tem fim
Eu te amo demais
Você Gosta de mim(2x)

Agora
A festa vai começar
E nós vamos se amar
Até a madrugada chegar

Ôoo..Ôoo
07 - BREGA DO CELULAR

Meu bem se você me quiser
Ligue pra meu celular
Ligue pra meu celular
Só não me ligue a cobrar

Se você me ligar a cobrar
Eu juro que não vou atender
Dá de você até pensar
Que eu não gosto de você


É o 982-21 e 26
É o telefone do Soldado
Que eu estou dando pra vocês

08 - CARECA ENGRAÇADO

 Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

E outro dia
Ele era meu amigo
E depois zangou comigo
Porque não conseguiu mais me enrolar
Tentou pra muita gente
Querendo me esculhambar
Eu tenho uma desconfiança
Que um cara daquele não vai me surrar
Quem vier contra mim rapaz ou morre ou se muda de lugar

Mas cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

O bicho é feio
Que parece um corujão
Tem a careca pelada
As pernas finas e o buchão

Enrolou o Piauí
Quer enrolar o Maranhão
Cuidado nele!

Alô Campo Maior, você viu o careca por aí?
Cuidado nele!

Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

E outro dia
Ele era meu amigo
E depois zangou comigo
Porque não conseguiu mais me enrolar
Tentou pra muita gente
Querendo me esculhambar
Eu tenho uma desconfiança
Que um cara daquele não vai me surrar
Quem vier contra mim rapaz ou morre ou se muda de lugar

Mas cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

Cuidado nele
No careca engraçado
Contrata conjunto e não paga
E fica zangado.

09 - MINHA TERRA NATAL

 Ai que saudade eu tenho de Bacabal
Minha terra natal nunca esquecerei de lá
Manda uma lembrança pra compadre Brito
Antigamente era falido e todo mundo ouviu falar

A esposa dele é a comadre Jolita
Me aguarde essa visita, breve eu apareço por lá
Quero falar do meu primo Valdimir
Tem coisa aqui, tenho coisa pra contar
O Valdemir vem do catimbó
E ouvindo sirimbo eu misturei com síria
É a nova dança que eu pude inventar
A gente dança com jeitinho
Para o corpo não suar
É sirimbó, é síria
É a nova dança que eu pude inventar
É sirimbó, é síria
A gente dança com jeitinho para o corpo não suar

10 -MINHA SANTA INÊS

Minha Santa Inês
Minha terra querida
Onde eu vivi tanto
Toda a minha vida

Eu tenho pena de deixar, o meu torrão
Mas comigo existia tanta persiguição

Tenho saudade dos banco lá da praça
Onde eu namorei tanto
E beijei a Kiki

Toda noite eu ia
Na praça da matriz
Me sentava nos banco
E amava feliz

Eu tenho pena de deixar, o meu torrão
Ma come que existia tanta perseguição

11 -BEM NÃO SE PAGA COM O MAL

Nunca mais
Seguirei os teus passos
Nunca mais
Sentirei teus abraços
Nunca mais
Sentirei teu calor
Nunca mais
Sentirei teu amor
É meu Deus
Bem não se paga com mal
Por não saber procurar nem encontrar
um amor por todo igual



DAFFÉ

DIA 04 DE AGOSTO "DAFFÉ ACÚSTICO" MÚSICA AO VIVO NO BURITECO.  CENTRO HISTÓRICO,  REVIVER EM SÃO LUIS MARANHÃO